• Associados:
Página Inicial


Confira aqui a agenda de eventos, reuniões e cursos
 
Cadastre seu e-mail e receba nosso informativo
 
 
  Seminários anteriores
 
  Contatos
 
  Dados Estatísticos
 
  Empresas Homologadas Res.245
 
  Eventos
 
  Fale Conosco
 
  Galeria de Imagens
 
  Glossário
 
 Legislação do Setor
 Links Importantes
 
  Orientações Jurídicas
 
  Parceiros do Asfalto
 
  Pesquisa Salarial
 
  Quem é o Associado
 
  Sugestão dos Associados
 
  Sugestões de Pautas da Diretoria
 
  Operadoras Telecom falta de sinal
 
Mais Serviços
 


Usuário:  
Senha:    

 
 
Facebook
Twitter

08/04/2010,10h:07m
Brasil e Rússia debatem cooperação sobre o uso do Glonass equivalente ao GPS


Cinquenta e cinco pessoas participaram do Encontro Empresarial sobre o Global Navigation Satellite System (Glonass), nesta terça-feira (6), na sede do Instituto de Engenharia, em São Paulo (SP). Na ocasião, empresários e representantes da Agência Espacial Russa (Roscosmos) apresentaram o sistema de geoposicionamento e possibilidades de cooperação na área espacial entre o Brasil e a Rússia. O Glonass é o sistema russo de posicionamento global, equivalente ao americano GPS, ao europeu, Galileo e ao Chines Compass. O sistema conta com 24 satélites divididos em três órbitas.

O evento, organizado pela Agência Espacial Brasileira (AEB), em parceria com a Roscomos, apresentou a empresários brasileiros possibilidades de cooperação na produção e comercialização de receptores GNSS e em serviços de monitoramento e rastreamento de veículos.

“O Glonass representa uma tecnologia adicional ao GPS americano. A similaridade de necessidade de geoposicionamento é grande entre o Brasil e a Rússia, o que torna as possibilidades de cooperação ainda maiores”, disse Cilineu Nunes, representante da Zatix.

Apresentações

A primeira apresentação foi feita pelo chefe de Divisão do Glonass, Sergei Kalinin. Segundo ele, o sistema de geoposicionamento russo possui uma constelação quase completa de satélites - com 21 operacionais e dois sobressalentes que podem entrar em uso, caso algum falhe. Há cinco estações de recepção de dados do Glonass no território russo. A central de controle fica perto da capital, Moscou. No entanto, sabe-se que há a necessidade de se expandir esse segmento. Uma das estações que será construída deverá ficar no Brasil.

Kalinin acredita que há possibilidade de cooperação entre as agências espaciais dos dois países, entre as indústrias e também de pesquisas científicas. O governo russo apoia o desenvolvimento do sistema e, garante que até o final de 2010 ele deve ficar pronto. No entanto, estará em desenvolvimento até 2020.

Parceria - “A parte mais importante da apresentação do Kalinin foi quando ele divulgou os planos de oferecer sinal de alta qualidade (L2) aberto e gratuito. O GPS já oferece esse tipo de serviço, mas apenas para uso militares, será uma grande revolução para usuários de serviço de localização ”, explicou o coordenador técnico-científico da AEB, Raimundo Mussi. Mussi acredita que os russos apresentaram propostas concretas de parceria e que o Glonass será mais uma opção para serviços baseados em localização.

As outras apresnetações foram feitas pelo chefe executivo da Auto Tracker, Boris Satovsky; pelo vice-diretor do Institute of Space Device Engineering, Mikhail Golovin e pelo chefe do departamento internacional da Nis-Glonass, Alexey Tyrtov.

O encontro faz parte do “Programa de Cooperação no Campo da Utilização e Desenvolvimento do Sistema Russo de Navegação Global por Satélite entre a AEB e a Roscosmos”, assinado em 26 de novembro de 2008. Esse Programa tem, entre outras, as seguintes linhas de atuação: operacional, compreendendo, inclusive, a possibilidade de instalação de uma estação de monitoramento do Glonass no território nacional, cooperação científica, com a realização de projetos conjuntos de pesquisa e empresarial, por meio da produção e comercialização de receptores GNSS e na utilização desses sistemas no monitoramento e rastreio de veículos.

O evento contou com o apoio da MundoGEO e da Gristec e aconteceu na sede do Instituto de Engenharia, em São Paulo.


Fonte: InfoGPS

Envie esta noticia
 
 Voltar

Banco de Curriculos

Logis
Telematics Brazil & Latam 2014
 
 


 
 
Este site foi acessado
18733028 
desde Abril de 2007


© Copyright 2005-2007 - GRISTEC - Todos os Direitos Reservados - R. Bertioga, 149 - cj. 35 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3807-3397 - email: contato@gristec.com.br